segunda-feira, 29 de setembro de 2014

A criança "constrói-se", não se faz!

Considerando que o educar é algo tão importante e valioso que não se faz de um momento para o outro, nem se vê resultados a curto prazo, a minha sugestão é que ..."vá educando" e os resultados virão com a maturidade com que a criança fôr conseguindo "encaixar" o que lhe vai passando....
Lembre-se que a criança constrói-se, não se faz!!!!!!
Aqui ficam algumas dicas:
FIRMEZA E COERÊNCIA: Se tem crianças acima dos 2 anos de idade poderá passar por situações nas quais o seu filho irá testá-lo e contestá-lo (birra, choro, esperneio, etc.) constantemente, com a intenção de não cumprir o que foi pedido.
Seja firme e mantenha a sua posição até ao fim. Deste modo, está a ajudar a criança a perceber que existe coerência na sua organização familiar, promovendo assim a possibilidade da criança, gradualmente, ir criando e vivenciando o conceito de segurança e logo, a sentir a sua estrutura familiar como securizante, como um porto de abrigo para onde é seguro "correr";

PACIÊNCIA: Educar um filho nem sempre é uma tarefa fácil...é certo que eles nos dão muitas alegrias mas, também, algumas dores de cabeça. O truque é arranjar estratégias para não perder a calma...Quando a perdemos, estamos a mostrar à criança que não temos mão nela, estamos a mostrar-lhe que o adulto, em vez de resolver, entra em descontrolo. Este sentir gera, por sua vez na criança, o sentir de que a sua estrutura não lhe garante segurança. É claro que por vezes perdemos a paciência...Somos humanos afinal... mas, vamos tentar, todos os dias, fazer com que o descontrolo seja a excepção e não a regra
SINCRONIA EDUCATIVA: É fundamental que os pais mostrem, perante a criança, sincronia educativa. Se a criança percebe que a ma~e diz A e o pai diz B, vai "jogar" com isso...As decisões em relação à criança devem ser comunicadas pelos dois (sempre que possível juntos), de forma ela perceber que, ambos os progenitores "cantam" a mesma musica.
Quando um dos progenitores contradiz o que o outro já disse, está a retirar ao segundo qualquer possibilidade da criança reconhecer nele uma figura de autoridade e, logo, de ir construindo por essa figura o conceito de RESPEITO (conceito diferente do conceito de medo). Para além disso, a criança acaba por ficar confundida em relação à forma como deve agir, bem como em relação ao perceber, diante da incoerência dos pais, o que é certo e errado

PERSEVERANÇA: Já referi em cima e volto a referir...Educar não é fácil! Muitas vezes apetece "mandar tudo ao ar" e desistir porque, até estamos a fazer o que é correto mas a criança não mostra corresponder a isso. Como resposta, volto ao inicio, ao titulo deste artigo...A CRIANÇA "CONSTRÓI-SE", NÃO SE FAZ!!!!!...Tudo o que fazemos agora, vamos ver resultados mais tarde...Na educação, no ser pai e mãe, nada é imediato, tudo se constrói, tudo se vai fazendo através dos nossos exemplos, das nossas posturas e, principalmente, através da nossa perseverança
Fátima Poucochinho
Psicóloga Infanto Juvenil
Asas - Clínica De Apoio Terapêutico a Crianças, Jovens E Famílias, Portimão
Daqui

Nenhum comentário:

Clica na imagem

Clica na imagem
Fotos do Mundo

Testa a tua memória

Faz o teu presépio

Faz a tua árvore

Jogo Poluição das Águas

Jogo Eco-Cidade

Jogo Gesto Inteligente Transportes

Joga connosco e aprende!

Jogo interativo em Espanhol

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Jogo "Ser Pessoa"

Os perigos do tabaco

Os perigos do tabaco
Clica, joga e aprende...

Religiões do mundo

Religiões do mundo
Jogo - Para saber mais