quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Ano Novo



O Ano Novo é um evento que acontece quando uma cultura celebra o fim de um ano e o começo do próximo. Todas as culturas que têm calendários anuais celebram o "Ano Novo". A celebração do evento é também chamada réveillon, termo oriundo do verbo réveiller, que em francês significa "despertar".



A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1º de Janeiro como o Dia do Ano Novo em 46 a.C.


Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces - uma voltada para frente e a outra para trás.

Ano novo chinês é uma referência à data de comemoração do ano novo adoptadas por diversas nações do Oriente que seguem um calendário tradicional distinto do Ocidental, o Calendário chinês.
As diferenças entre os dois calendários fazem com que a data de início de cada ano novo chinês caia a cada ano em uma data diferente do calendário ocidental.
Os chineses relacionam cada novo ano a um dos doze animais que teriam atendido ao chamado de Buda para uma reunião. Apenas doze se apresentaram, Buda em agradecimento os transformou nos signos da Astrologia chinesa.
Os doze animais do Horóscopo chinês a que correspondem os anos chineses são, de acordo com a ordem que teriam se apresentado a Buda na lenda acima citada: rato, búfalo, tigre, coelho, dragão, cobra, cavalo, cabra, macaco, galo, cão e o javali.
Desta forma, se 2008 foi o ano do rato, 2009 é atribuído ao Búfalo, 2010 ao Tigre, e assim por diante...

Rosh Hashaná (em hebraico ראש השנה , literalmente "cabeça do ano") é o nome dado ao ano novo no judaísmo. Dentro da tradição rabínica, o Rosh Hashaná ocorre no primeiro dia do mês de Tishrei, primeiro mês do ano no calendário judaico rabínico e sétimo mês no calendário bíblico.
A Torá refere-se a este dia como o Dia da Aclamação (Yom Teruá Levítico 23:24), pelo que os judeus caraítas seguem esta data mas não o consideram como princípio do ano.
Já a literatura rabínica diz que foi neste dia que Adão e Eva foram criados e neste mesmo dia incorreram em erro ao tomar da árvore da ciência do bem e do mal. Também teria sido neste dia que Caim teria matado seu irmão Abel. Por isto considera-se este dia como Dia de Julgamento (Yom ha-Din) e Dia de Lembrança (Yom ha-Zikkaron), o início de um período de instrospecção e meditação de dez dias ( Yamim Noraim) que culminará no Yom Kipur, um período no qual se crê o Criador julga os homens.

Fonte: SAPO Saber, a enciclopédia portuguesa livre.

Dia Mundial da Paz - 1 de Janeiro


Afinal, o que é a paz?

Paz não é apenas a ausência de guerra entre os países.
Paz é garantir que todas as pessoas tenham moradia, comida, roupa, educação, saúde,amor, compreensão, ou seja, boa qualidade de vida.
Paz é cuidar do ambiente em que vivemos, garantir a boa qualidade de água, o saneamento básico, a despoluição do ar, o bom aproveitamentoda terra.
Paz é buscar a serenidade dentro de nós para viver com alegria os bons momentos, ter força e boas ideias para enfrentar os problemas e resolver as dificuldades.
Acima de tudo, PAZ é criar um clima de harmonia e de bem-estar na família e na comunidade, lembrando-se sempre de que onde há amor, há paz; onde há paz, há Deus; onde há Deus, nada falta!
Pastoral da Criança
A paz começa em casa

domingo, 28 de dezembro de 2008

Tamanho do coração

























Ah, se soubesse o tamanho do seu coração
Quanto amor cabe dentro dele,
Quanto carinho escondido,
Quanta dor sufocada,
E você o que faz?
Se oprime,
se chateia,
se esconde,
Sofre,
Enche de tristeza o seu rosto.

Mas os seus olhos dizem-me mais...
Talvez não seja isso que está neles...
Talvez possa ainda ser feliz ...
Pois:
... a felicidade está aí...... ao seu lado...
A felicidade existe....tão perto...
Olhe.... olhe bem,
mas olhe querendo ver
Olhe com os olhos do coração,
E a alegria então surgirá.
Talvez a felicidade esteja nos filhos,
Talvez a felicidade esta no esposo(a),
Talvez a felicidade esteja no amigo (a),
Talvez a felicidade esteja num abraço,
Talvez a felicidade esteja num beijo,
Talvez a felicidade esteja naquilo que você tanto quer,
Talvez a felicidade esteja, no acordar feliz,
Talvez a felicidade esteja, no dia feliz,
Tudo isso é talvez.

Mas com certeza a felicidade esta dentro de si, de ti...
Dentro do seu / teu coração,
E sabe por que razão?
Porque Cristo está dentro dele.....

Quando falar...
























Quando falar... de amizade,
estenda a mão aos seus inimigos,
para que possa provar a si mesmo
aquilo que gosta de dizer aos outros.


Quando falar... de fome,
faça um minuto de jejum,
para lembrar daqueles que jejuam todos os dias,
mesmo sem querer...

Quando falar...de frio,
abrace alguém.

Quando falar...
de calor, estenda a mão.

Quando falar... de felicidade,
acredite nela.


Quando falar... de fé,
cerre os olhos para encontrar a razão daquilo em que crê.

Quando falar... de si mesmo,
aprenda a calar,
para entender o amor, a dor, a paz, os sonhos...

Quando falar...de DEUS,
faça-o pelo silêncio do seu testemunho...

Ser feliz...

















Ser feliz é muito mais do que chamam de felicidade!

Ser feliz é sair sem rumo,
é observar o mundo,
é sorrir para um desconhecido,
é estender a mão sem esperar nada em troca.

Ser feliz é tomar um sorvete e se lambuzar como uma criança,
é se apaixonar e ligar o dia inteiro apenas para saber se seu amor está bem.
É dar valor à vida e aproveitar estar ao lado de pessoas que são as suas raízes.

Ser feliz é sorrir à toa,
é poder manifestar todos os sentimentos,
não ter vergonha de chorar e se alguém lhe disser
que chorar é feio e que nunca chorou,
pergunte a este alguém qual foi a sua manifestação quando omédico lhe deu uma palmadinha ao nascer!

Ser feliz não tem preço,
o sol, o luar, a vida, o amor, o vento, o carinho, a amizade,
nada se compra tudo se conquista,
ser feliz é conquistar!

Ser feliz é sonhar e realizar
é buscar e encontrar e acima de tudo acreditar.
É dedicar tempo para a vida,
é viver o hoje,
é cultivar o ontem e plantar o amanhã.
E mais do que tudo,
ser feliz é perdoar,
e jamais guardar mágoas.

Claudia Garrote

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis"...


Fernando Pessoa

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

O SONHO DA VIRGEM MARIA


José, ontem à noite tive um sonho muito estranho, como um pesadelo. A verdade é que não o entendo. Tratava-se de uma festa de aniversário de nosso Filho.

A família esteve se preparando por semanas decorando sua casa. Apressavam-se de loja em loja comprando todos os tipos de presentes. Parece que toda a cidade estava no mesmo porque todas as lojas estavam abarrotadas. Mas achei algo muito estranho: nenhum dos presentes era para nosso Filho.


Envolveram os presentes em papéis muito lindos e colocaram fitas e laços muito belos. Então os puseram sob uma árvore. Se, uma árvore, José, aí mesmo dentro de sua casa. Também decoraram a árvore; os ramos estavam cheios de bolas coloridas e ornamentos brilhantes. Havia uma figura no topo da árvore. Parecia um anjinho. Estava lindo.

Por fim, o dia do aniversário de nosso Filho chegou. Todos riam e pareciam estar muito felizes com os presentes que davam e recebiam. Mas veja José, não deram nada a nosso Filho. Eu acredito que nem sequer o conheciam. Em nenhum momento mencionaram seu nome. Não lhe parece estranho, José, que as pessoas tenham tanto trabalho para celebrar o aniversário de alguém que nem sequer conhecem? Parecia-me que Jesus se sentiria como um intruso se tivesse assistido a sua própria festa de aniversário.

Tudo estava precioso, José, e todo mundo estava tão feliz, mas tudo ficou nas aparências, no gosto dos presentes. Dava-me vontade de chorar, pois essa família não conhecia Jesus. Que tristeza tão grande para Jesus - não ser convidado a Sua própria festa!

Estou tão contente de que tudo era um sonho, José. Que terrível se esse sonho fosse realidade!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Caminhada para o Natal




Durante cinco dias de Dezembro, preparámos, na Escola, o nosso Natal!



Cada dia teve uma cor.



As cores do arco-íris ajudaram-nos a perceber melhor o sentido da Festa da Fraternidade…



DATA - COR = SIGNIFICADO(S)

10/12 - Dia Amarelo = Ouro (riqueza)


11/12 - Dia Vermelho = Fogo (que dá luz e calor) = Cor do sangue (que dá vida) = Cor do coração (símbolo do amor)

15/12 - Dia Laranja = alegria, entusiasmo, vitalidade

16/12 - Dia Azul = Cor do céu, do mar = Sensação de paz

17/12 - Dia Verde = Vida (árvores, campos verdejantes, florestas cheias de vida) = Cor da esperança

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Este Natal dê um presente ao ambiente!




A AMI e a ERP PORTUGAL lançam iniciativa de Natal inovadora em prol da defesa do ambiente através da reciclagem dos REEE (Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos), com uma componente de solidariedade social, através da acção “Neste Natal dê um Presente ao Ambiente”, dias 19, 20 e 21 de Dezembro no Parque das Nações – Gare do Oriente.

Nos dias 19, 20 e 21 de Dezembro, estarão na Gare do Oriente com uma árvore de Natal, para recolher e enviar para reciclagem os pequenos electrodomésticos em fim de vida dos portugueses.
Neste âmbito, convidam todos os portugueses a visitar a sua Árvore de Natal na Gare do Oriente em Lisboa, que terá 10 Metros de altura, e a levar os seus pequenos electrodomésticos em fim de vida (secadores de cabelo, tostadeiras, torradeiras, balanças, varinhas mágicas, relógios, telefones, etc.), que serão colocados nos contentores de reciclagem.
A ERP Portugal premiará a cada meia hora, com três bilhetes para o Oceanário de Lisboa, o cidadão português exemplar que maior peso de REEE entregar.
Apostada em levar estas temáticas aos mais pequenos, para que as mesmas passem a fazer parte da sua educação e cultura enquanto cidadãos responsáveis, a ERP Portugal vai ensinar às crianças a reciclar os REEE, e oferecerá às que visitarem a árvore uma fotografia tirada com o Pai Natal e as suas Mascotes da Equipa dos REEE.
Por cada quilo de REEE entregue para reciclagem, será doado 1 Euro para o Dia de Natal de todos os Centros Sociais da AMI (Portas Amigas, Abrigos Nocturnos, Equipas de Rua e Apoio Domiciliário).
Dê! Vai ver que não dói nada...


Fundação AMI Rua José do Patrocínio, 49 1959-003 Lisboa Tel. 218 362 100 Fax 218 362 199E-Mail: reciclagem@ami.org.pt Internet: http://www.ami.org.pt/

domingo, 14 de dezembro de 2008

3º Domingo do Advento


Serve a ajuda o próximo!

O testemunho, que Maria, a Mãe do Senhor, vive, servindo e ajudando ao próximo. Na sexta-feira anterior a esse Domingo é a Festa da Virgem de Guadalupe, e precisamente a liturgia do Advento nos convida a recordar a figura de Maria, que se prepara para ser a Mãe de Jesus e que além disso está disposta a ajudar e a servir a todos os que necessitam.

O evangelho relata-nos a visita da Virgem à sua prima Isabel e convida-nos a repetir como ela: “quem sou eu para que a mãe do meu Senhor venha a visitar-me? Sabemos que Maria está sempre acompanhando os seus filhos na Igreja, pelo que nos dispomos a viver esta terceira semana do Advento, meditando sobre o papel que a Virgem Maria desempenhou. Propomos que fomentar a devoção à Maria, rezando o Terço em família.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Por que razão "25 de Dezembro"?



Todos festejam o Natal no dia 25 de Dezembro. É data unânime. Mas por que razão? Apesar de a resposta « foi nesse dia que Jesus Cristo nasceu» ser a mais comum, é inexacta.

A data exacta do nascimento de Jesus Cristo é incerta. Sabe-se que, segundo a Bíblia, "nasceu no tempo do Rei Herodes" e que este morreu em 6 a. C.. Na verdade, este facto não preocupou a Igreja, visto que aquilo que realmente interessava era o Messias ter chegado para salvar a humanidade.

25 de Dezembro, desde quando?

Consta que foi perto dos anos 243 e 336 que o dia 25 de Dezembro foi escolhido para celebrar o nascimento de Jesus.

E qual a razão desta escolha? Por que razão o dia 25 de Dezembro?

A origem está no Imperador Aureliano, quando este oficializou o culto ao Sol, no ano de 274, mandando construir um templo e fixando a sua festa no dia 25 de Dezembro, no solstício de Inverno.

A passagem para o festejo do Natal aconteceu com o objectivo de dar o novo sentido cristão a uma celebração de origem pagã.
Na verdade, foi assim que os cristãos passaram a festejar no vigésimo quinto dia de Dezembro o nascimento de Jesus!

Por que razão oferecemos prendas?



A origem dos presentes de Natal tem várias explicações.

A troca de presentes era comum nas comemorações do Solstício de Inverno, altura em que os oficiais romanos ofereciam presentes ao imperador, visto tratar-se do dia de celebração do deus sol.

Outra explicação está relacionada com São Nicolau. Conta a lenda de São Nicolau que este conheceu três jovens gregas muito pobres que não se conseguiam casar. O pai tinha entrado em falência e por isso não tinha um dote para dar por cada uma das suas filhas. Para piorar a situação o pai, em desespero tentava vendê-las assim que completassem 18 anos.

Comovido com a situação, São Nicolau decide durante a noite atirar moedas de ouro pela chaminé da casa das jovens solteiras. No dia seguinte as jovens encontraram as moedas nas meias que tinham ficado a secar penduradas na lareira.

Mais tarde, nas comemorações de São Nicolau, um santo conhecido pela sua caridade e generosidade, os pais costumavam oferecer aos filhos chocolates e frutas. Durante algum tempo também se ofereciam raminhos de oliveira.

Por fim, a história mais conhecida dos presentes de natal está associada aos Reis Magos que ofereceram a Jesus ouro, incenso e mirra. O ouro representa a realeza divina o incenso a transcendência e as orações humanas que se elevam a Deus como a fumaça e o perfume e a mirra, usada para embalsamar os corpos no Oriente e que simboliza a eternidade que vem depois da morte.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

60 anos da DUDH: 1948-2008


CELEBRAÇÃO DO 60º ANIVERSÁRIO DA DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM

1948 - 2008

10 de Dezembro de 2008




“O 60º aniversário da adopção da Declaração dos Direitos Humanos é a ocasião propícia para renovar os compromissos firmados nos seus princípios.

Hoje, a sua relevância continua a mesma do dia em que foi adoptada.

Espero que adopte a Declaração dos Direitos Humanos como parte integrante do seu modo de vida”.

Extracto da Mensagem do
Secretário-Geral das Nações Unidas
Ban Ki-moon

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

08/12 : Imaculada Conceição de Maria


No dia 8 de Dezembro, e sob a designação de Imaculada, os cristãos celebram o facto de Maria ter nascido sem o menor rasto de maldade ou egoísmo no coração.

Desde o início, Maria teve um coração "imaculado" e aberto a Deus.

domingo, 7 de dezembro de 2008

2º Domingo de advento

Preparai o Caminho!

Neste 2º Domingo do Advento, João Baptista prepara a vinda de Jesus propondo às pessoas que se baptizem e que mudem de vida.
Talvez à nossa volta tenhamos pessoas que nos propõem uma mudança de vida, que nos ajudam a acolher o Senhor; elas falam-nos d'Ele e tentam responder às nossas dúvidas... De certo modo, estas pessoas são lâmpadas no nosso caminho!
O que fazemos? Escolhemos o caminho da luz ou preferimos permanecer na escuridão?!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Defeitos e limites...


"É necessário tomarmos consciência dos nossos defeitos e limites e darmo-nos conta de não somos muito diferentes daqueles a quem nos julgamos superiores".

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008


“É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar; é melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se sem fazer nada até ao fim.


Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes em casa me esconder.


Prefiro ser feliz, embora louco, que em conformidade viver …”


Martin Luther King

1º Domingo do Advento


Vigiai e Orai!




Neste primeiro domingo do Advento, Jesus convida-nos a vigiar e a orar continuamente.
Este vigiar não se limita a uma simples espera, sem fazer mais nada. Isso é estar adormecido, é passar pela vida sonolentos e moles...
Jesus convida-nos a abrir os olhos, a olhar realmente o mundo e a sentir a vida que existe dentro de nós e à nossa volta.

domingo, 30 de novembro de 2008

Natal ecológico

Este Natal ofereça uma prenda ao ambiente !!!

Fazer as suas próprias bolas de Natal e plantar um pinheiro podem parecer ideias um pouco trabalhosas e um bocado difíceis de concretizar. Mas pense que assim vai ter um Natal mais genuíno e que no fim poderá dar outra prenda aos seus: um ambiente mais protegido e equilibrado.

A imaginação pode ser o seu maior aliado para um Natal sustentável.Parece difícil, mas para ter um Natal amigo do ambiente só precisa de duas coisas: imaginação e vontade.

O resto é o mais fácil.

Basta seguir o conjunto de ideias que lhe damos e no final vai ver que teve uma quadra mais sustentável e que ofereceu um presente a si e ao mundo, contribuindo para um ambiente mais protegido e equilibrado.

O pinheiro tornou-se o centro da celebração do Natal, o que fez surgir a questão: natural ou artificial? Em princípio, nem um nem outro. Mas como as crianças não passam sem o pinheiro a luzir, opte por um natural. No entanto, atenção: certifique-se de que foi criado com o propósito de ser utilizado nesta época. Se possível, compre um que venha com raízes e plante-o num vaso com terra adequada. Não se esqueça de o regar.

Passadas as festas, plante-o num jardim ou numa floresta perto de si. Se não quiser comprar um pinheiro, entre em contacto com a sua autarquia. Por esta altura, muitas câmaras municipais oferecem os pinheiros que recolhem nas limpezas das matas, cortados com a devida autorização.

Lembre-se que existem espécies de animais e plantas em extinção, e o azevinho é uma delas. Não compre azevinho verdadeiro, há imitações que podem ser usadas por muitos anos, ou então use a sua criatividade.

Na decoração da sua árvore de Natal evite embarcar em modas:

Escolha enfeites que possam ser usados muitos anos. Em alternativa, pode sempre fazer as suas próprias decorações, reutilizando certos materiais. Basta a imaginação.

Aproveite para fazer as decorações com as crianças. Assim passa tempo com elas e pode incutir-lhes o espírito de protecção ambiental.

Escolha lâmpadas de LED: duram muito e não gastam quase nada.

Há ainda as compras. Seja para comprar presentes ou apenas para ir buscar o bacalhau para a ceia, opte pelos transportes públicos ou partilhe o veículo com um familiar ou amigo. Poupa no combustível, no ambiente e, se estiver indeciso, tem sempre alguém a quem pedir um conselho.

Nos presentes, tenha muita atenção ao que compra: cuidado com as substâncias perigosas. Tente saber por familiares ou amigos do que precisa a pessoa a quem vai dar o presente. Caso não saiba mesmo o que dar, ofereça um cheque-prenda. Assim tem a certeza de que vai dar a prenda certa.

Depois do Natal, guarde o papel de embrulho para reutilizar noutras ocasiões. Muitas embalagens, caixas e papéis dos presentes podem ser usados pelas crianças para fazerem máscaras, porta-lápis, capas, etc. Não os deite fora.
Mas, se não precisar mesmo deles, separe as embalagens - papel, plástico e metal - e coloque-as no ecoponto.

Para as limpezas depois da festa, use produtos biodegradáveis ou então recargas.

BRUNO ABREU DN

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

A união faz a força!

Clica:

http://www.youtube.com/watch?v=FAe_bZGqU1g

Dez Milhões de Estrelas pela Paz


Neste ano de 2008 em que se celebra o Ano Europeu do Diálogo Intercultural, o Secretariado Nacional da Educação Cristã associa-se à Caritas Portuguesa na promoção do projecto "10 Milhões de Estrelas, um gesto pela Paz".

Num mundo globalizado, a Escola, por se configurar como espaço legítimo onde se dá o processo de socialização, é o ambiente no qual se discute a questão da diversidade cultural, racial e social.
No momento actual, para que este processo aconteça, é necessário e imperativo o convívio multicultural, que implica respeito ao outro e o diálogo com os valores do outro. A questão da diversidade cultural não deriva apenas da presença de emigrantes, à qual aparece geralmente, associada.
A coexistência de pessoas de diferentes origens e culturas não é um dado novo na nossa história. Nova é a consciência e o reconhecimento dessa multiculturalidade, que hoje se processa a uma escala muito superior, abrindo novas oportunidades de desenvolvimento e progresso.

30 % dos fundos angariados destinam-se a apoiar um projecto de cooperação e desenvolvimento para promover a integração dos povos pigmeus de Mongoumba - população minoritária da República Centro Africana - sendo as áreas da saúde e da educação as principais prioridades.
A nossa Escola também vai dar as mãos, por mais esta causa!

Frutas e Legumes nas Escolas


O programa da União Europeia (UE) de distribuição gratuita de frutos e legumes nas escolas vai mesmo avançar.

Os ministros da Agricultura alcançaram um acordo político sobre o plano, que terá um co-financiamento europeu de 90 milhões de euros, sendo destinados a Portugal 1,8 milhões.

Proposto pela Comissão Europeia em Julho passado, com o objectivo de promover uma alimentação saudável para lutar contra a obesidade e problemas de saúde graves, o programa terá co-financiamento europeu de 90 milhões de euros anuais que permitirá garantir a compra e distribuição nas escolas de frutas e legumes, sendo esta verba completada por financiamentos nacionais nos Estados-Membros.
No caso português, indicou fonte comunitária, o programa terá um orçamento anual de 2,5 milhões de euros, sendo 1,8 milhões de co-financiamento europeu - um valor calculado com base na população portuguesa com faixa etária entre 6 e 10 anos (que constitui 2 por cento da UE) - e os restantes 700 mil euros financiamento nacional, público ou privado.
O programa de distribuição de fruta nas escolas destina-se a promover junto dos jovens "hábitos alimentares saudáveis" que, de acordo com os estudos realizados, têm tendência a manter-se ao longo da vida.
Segundo dados da Comissão Europeia, cerca de 22 milhões de crianças da União Europeia (UE) têm excesso de peso, mais de cinco milhões das quais são obesas, devendo este valor registar um aumento de 400 mil por ano.
"É fundamental incutir nas crianças, desde a mais tenra idade, bons hábitos, que serão mantidos ao longo da vida. Basta passear em qualquer grande avenida da Europa para observar a dimensão dos problemas que enfrentamos relacionados com o excesso de peso das crianças. É chegado o momento de fazermos algo para remediar esta situação", comentou na semana passada a comissária europeia da Agricultura, Mariann-Fischer Boel.

in Peso & Medida , 27.11.2008

quinta-feira, 27 de novembro de 2008


Durante a nossa infância, tendemos a fazer muitos amigos, a gostar de todas as crianças que nos rodeiam, porque temos a necessidade de nos socializar, de estabelecer relações com as crianças que nos rodeiam, somos pequeninos e por isso necessitamos da atenção dos nossos amiguinhos! Nesta fase, penso que a amizade que estabelecemos é uma amizade mais geral, e, apesar de termos o nosso amigo mais especial, o nosso melhor amigo, vivemos a nossa infância numa espécie de um todo, todos nos vemos uns aos outros como os nossos amigos.No entanto, ao longo do nosso crescimento, principalmente na fase da adolescência, começamos a tornar as nossas amizades mais concretas e sólidas, estabelecemos uma amizade mais particular, tendemos a identificar-nos mais com uma(s) pessoa(s) do que com outra(s). Isto faz com que nesta idade façamos amizades mais intimistas e com um maior sentimento de aproximação.É assim que “fazemos” os nossos melhores amigos, aqueles a quem confiamos os nossos problemas, os nossos segredos, no fundo, toda a nossa vida.É por isso que é muito importante não nos isolar, muito pelo contrário, devemos aproximar-nos tanto quanto possível das pessoas, porque esta fase marca profundamente a nossa vida, pois é nesta fase que nos sentimos mais inseguros e em que o mundo parece estar todo contra nós!Depois de passada a adolescência, quando nos tornamos adultos, é importante ter amigos, pessoas com quem possamos passar boas experiências, com quem nos possamos divertir e conviver, pessoas que conheçamos e que nos conhecem realmente! É por isso que a amizade nos acompanha durante toda a vida, é importante que reconheçamos os nossos amigos como pessoas cuja presença na nossa vida é indispensável!
autor desconhecido

O Valor de Uma Amizade - testemunho





Numa aldeia vietnamita, um orfanato dirigido por um grupo de missionários, foi atingido por um bombardeamento.

Os missionários e duas crianças tiveram morte instantânea e as restantes ficaram gravemente feridas. Entre elas, uma menina de 8 anos, considerada em pior estado.
Foi necessário chamar ajuda por uma rádio e depois de algum tempo, um médico e uma enfermeira da Marinha dos EUA chegaram ao local.
Teriam que agir rapidamente, senão a menina morreria devido aos traumatismos e à perda de sangue.

Era urgente fazer uma transfusão, mas como?Após alguns testes rápidos com o próprio pessoal da equipa de socorro, puderam perceber que ninguém ali possuía o sangue que a menina precisava.
Reuniram, então, o povo da aldeia e, tentaram explicar o que estava a acontecer, gesticulando,“arranhando” o idioma que era difícil para eles. Queriam dizer que precisavam de um voluntário para doar sangue.
Depois de um silêncio sepulcral, viu-se um braço magrinh olevantar-se timidamente. Era um menino chamado Cheng.
Ele foi preparado às pressas ao lado da menina agonizante e espetaram-lhe uma agulha na veia. Ele mantinha-se quietinho e com o olhar fixo no tecto.
Passado um momento, Cheng deixou escapar um soluço e tapou o rosto com a mão que estava livre.
O médico perguntou-lhe se estava a doer e ele disse que não. Mas não demorou muito a soluçar de novo, contendo as lágrimas.
O médico ficou preocupado e voltou a perguntar-lhe, e novamente o menino negou.
Os soluços ocasionais deram lugar a um choro silencioso mas ininterrupto.
Era evidente que alguma coisa estava errada. Foi então que apareceu uma enfermeira vietnamita vinda de outra aldeia. O médico, então, pediu que ela procurasse saber o que tinha o menino Cheng.
Com a voz meiga e doce, a enfermeira conversou com ele e explicou algumas coisas, e o rostinho do menino foi se aliviando…minutos depois ele estava novamente tranquilo.
A enfermeira então explicou aos americanos:“Ele pensou que ia morrer. Não tinha entendido bem o que vocês disseram e achava que ia ter que dar todo o seu sangue para a menina não morrer”.
O médico aproximou-se dele e com a ajuda da enfermeira perguntou:“Mas, se era assim, por que que então te ofereceste para doar o teu sangue?” E o menino respondeu:

ELA É MINHA AMIGA.

AMIZADE VERDADEIRA





Não é receber, é dar.
Não é magoar, é incentivar.

Não é descrer, é crer.

Não é criticar, é apoiar.

Não é ofender, é compreender.

Não é humilhar, é defender.

Não é julgar, é aceitar.

Não é esquecer, é perdoar.

Amizade...
é simplesmente " AMAR".

Fazer novas amizades é fácil...

Mantê-las, cultivá-las, acariciá-las,

No dia a dia é que é muito difícil...

Isso é o que devemos fazer

dia após dia...

Acariciar os amigos,

mostrando o quanto gostamos deles...!!!

Mas que não somos infalíveis...

Podemos errar...

E é nessa hora que precisamos

Ser perdoados e compreendidos...

Essa é a Amizade Verdadeira!!!

A vida é a Vida... defende-a.

O amigo é...



Aquele que nos dá coragem, mas quer a coragem também.

Aquele que nos abre a porta, mas pode fechá-la também.

Aquele nos dá um empurrão, mas quer ser empurrado também.

Aquele que vibra com o nosso sucesso, e nós com o dele também.

Aquele que resiste sua inveja, mas é resistente à nossa também.

Aquele que nos dá carinho, mas quer ser acarinhado também.

Aquele que cobra pouco, mas é cobrado pouco também.

Aquele que nos consola, mas quer ser consolado também.

Aquele que nos acompanha, mas quer companhia também.

Aquele que nos dá seu calor, mas quer ser aquecido também.

Aquele que nos dá amor, mas quer ser amado também.

Aquele que nos dá sua amizade, e quer um amigo também...

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Campanha Presentes Solidários 2008


Pelo terceiro ano consecutivo, a Fundação Evangelização e Culturas (FEC) organiza a Campanha de Presentes Solidários. Este ano o tema escolhido é: "Dar a Duplicar".

Os Presentes Solidários vão ao encontro do desafio sempre urgente e actual de "dar presentes originais que mudam realmente a vida de inúmeras famílias mais desfavorecidas nos países lusófonos".
A campanha de 2008 disponibiliza sete presentes diferentes que foram previamente escolhidos de acordo com as necessidades reais do terreno.

As ofertas vão desde passes escolares, maletas de parto, chapas de zinco, cobertores, filtros de água, mochilas e estojos escolares e ainda um Kit de construção, conforme as necessidades sentidas nos países parceiros.

"Quem pretender participar pode fazer a encomenda em nome de um amigo, colega ou familiar que receberá um postal ilustrado com a indicação do presente oferecido.
Deste modo, estará a dar a duplicar: contribui com o seu dinheiro para que uma família ou comunidade desfavorecida receba algo que lhe é necessário e está ainda a surpreender alguém com um postal ilustrado com a indicação do presente oferecido".

A FEC explica que os presentes serão "comprados em cada país, a fim de promover o comércio local e são adquiridos e entregues em colaboração estreita com sete parceiros no terreno: Diocese de Lwena (Angola), Paróquia do Mindelo (Cabo Verde), Caritas de Bafatá (Guiné-Bissau), Irmãs Concepcionistas ao Serviço dos Pobres (Moçambique), Missionárias da Boa Nova (Brasil), Irmãos de São João de Deus (Timor-Leste) e Diocese de São Tomé e Príncipe".
Como encomendar?

Para encomendar os seus Presentes Solidários, basta ir ao site da campanha:

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Clica na imagem

Clica na imagem
Fotos do Mundo

Testa a tua memória

Faz o teu presépio

Faz a tua árvore

Jogo Poluição das Águas

Jogo Eco-Cidade

Jogo Gesto Inteligente Transportes

Joga connosco e aprende!

Jogo interativo em Espanhol

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Jogo "Ser Pessoa"

Os perigos do tabaco

Os perigos do tabaco
Clica, joga e aprende...

Religiões do mundo

Religiões do mundo
Jogo - Para saber mais