domingo, 27 de novembro de 2016

Advento


O que é o Advento?

• O Advento é o tempo que antecede o Natal.

• É um tempo de preparação e alegria, onde os fiéis esperam o Nascimento de Jesus Cristo.


• É um momento de reflexão e arrependimento, em que se deve promover a fraternidade e a Paz.


• São as quatro semanas antes do Natal.


Caraterísticas do Advento

• A palavra Advento quer dizer “o que está para vir”.


• O Advento começa às vésperas do Domingo mais próximo do dia 30 de Novembro e vai até as primeiras vésperas do Natal de Jesus, contando quatro domingos.


• Nas duas primeiras semanas, a nossa expectativa volta-se para a segunda vinda definitiva e gloriosa de Jesus Cristo, Salvador e Senhor da história, no final dos tempos. 


• As duas últimas semanas, visam em especial, a preparação para a celebração do Natal, a primeira vinda de Jesus entre nós. 



Liturgia do Advento

• A liturgia do Advento impulsiona-nos a reviver alguns dos valores essenciais cristãos, como a alegria expectante e vigilante, a esperança, a pobreza, a conversão.


• Deus é fiel às suas promessas: o Salvador virá; daí a alegre expectativa, que deve nesse tempo, não só ser lembrada, mas vivida, pois aquilo que se espera acontecerá com certeza. 

• Portanto, não se está diante de algo irreal, fictício, passado, mas diante de uma realidade concreta e actual.


• A esperança da Igreja é a esperança de Israel já realizada em Cristo mas que só se consumará definitivamente na parusia (volta) do Senhor. 

• Por isso, o brado da Igreja característico nesse tempo é"Maranatha"! Vem Senhor Jesus!


• O tempo do Advento é tempo de esperança porque Cristo é a nossa esperança (I Tm 1, 1)


• Esperança na renovação de todas as coisas, na libertação das nossas misérias, pecados, fraquezas, na vida eterna.


• Esperança que nos forma na paciência diante das dificuldades e tribulações da vida, diante das perseguições, etc.


• O Advento também é tempo propício à conversão.


• Sem um retorno de todo o ser a Cristo não há como viver a alegria e a esperança na  expectativa da Sua vinda. 


• É necessário que "preparemos o caminho do Senhor" nas nossas próprias vidas, lutando incessantemente contra o pecado, através de uma maior disposição para a oração e mergulho na Palavra.

• No Advento, precisamos de nos questionar e aprofundar a vivência da pobreza. 


• Não da pobreza económica, mas principalmente aquela que leva a confiar, abandonar-se e depender inteiramente de Deus e não dos bens terrenos. 


• Pobreza que tem n'Ele a única riqueza, a única esperança e que conduz à verdadeira humildade, mansidão e posse do Reino.



Figuras do Advento

• ISAÍAS
• É o profeta que, durante os tempos difíceis do exílio do povo eleito, levava a consolação e a esperança. Ele anuncia a libertação, fala de um novo e glorioso êxodo e da criação de uma nova Jerusalém, reanimando assim, os exilados.
• As principais passagens deste livro são proclamadas durante o tempo do Advento num anúncio perene de esperança para os homens de todos os tempos.


• JOÃO BAPTISTA
• É o último dos profetas e segundo o próprio Jesus, "mais que um profeta", o mensageiro que veio diante d'Ele a fim de lhe preparar o caminho, anunciando a sua vinda (Lc 7, 26 - 28), pregando aos povos a conversão, pelo conhecimento da salvação e perdão dos pecados (Lc 1, 76s).
• A figura de João Baptista ao ser o precursor do Senhor e aponta como presença já estabelecida no meio do povo, encarna todo o espírito do Advento.
• João Baptista é o modelo dos que são consagrados a Deus e que, no mundo de hoje, são chamados a também serem profetas do Reino, permitindo, na própria vida, o crescimento de Jesus e a diminuição de si mesmo, levando, por sua vez os homens a despertar do pecado.

• MARIA
• Não há melhor maneira de se viver o Advento que unindo-se a Maria como mãe, grávida de Jesus, esperando o seu nascimento. 
• Assim como Deus precisou do sim de Maria, hoje, Ele também precisa do nosso sim para poder nascer e se manifestar no mundo.
• Assim como Maria se "preparou" para o nascimento de Jesus, a começar pela renúncia e mudança de seus planos pessoais para sua vida inteira, nós precisamos de nos preparar para vivenciar o Seu nascimento em nós mesmos e no mundo, também numa disposição de "Faça-se em mim segundo a Sua Palavra" (Lc 1, 38), permitindo uma conversão do nosso modo de pensar, da nossa mentalidade, do nosso modo de viver, agir etc.


• JOSÉ
• Nos textos bíblicos do Advento, destaca-se José, esposo de Maria, o homem justo e humilde que aceita a missão de ser o pai adoptivo de Jesus. 
• Ao ser da descendência de David e pai legal de Jesus, José tem um lugar especial na encarnação, permitindo que se cumpra em Jesus o título messiânico de "Filho de David".
• José é justo por causa de sua Fé, modelo de fé dos que querem entrar em diálogo e comunhão com Deus.




A Celebração do Advento


• O Advento deve ser celebrado com sobriedade e com discreta alegria. Não se canta o Glória, para que na festa do Natal, nos unamos aos anjos e entoemos este hino como algo novo, dando glória a Deus pela salvação que realiza no meio de nós. 



• As vestes litúrgicas (casula, estola etc.) são de cor roxa, bem como o pano que recobre o ambão, como sinal de conversão em preparação para a festa do Natal. 




Símbolos do Advento

• Vários símbolos do Advento ajudam-nos a mergulhar no mistério da encarnação e a vivenciar melhor este tempo. 


• Entre eles há a coroa ou grinalda do Advento.


• Ela é feita de galhos sempre verdes entrelaçados, formando um círculo, no qual são colocadas 4 grandes velas representando as 4 semanas do Advento. 



A coroa de Advento


• A Coroa de Advento tem a sua origem numa tradição pagã europeia. No Inverno, acendiam-se algumas velas que representavam o “fogo do deus sol” com a esperança de que a sua luz e o seu calor voltasse. 



• Os primeiros missionários aproveitaram esta tradição para evangelizar as pessoas. Partiam dos seus próprios costumes para anunciar-lhes a Fé. 


A forma circular

• O círculo não tem princípio, nem fim. 


• É sinal do Amor de Deus que é eterno, sem princípio nem fim, e também do nosso amor a Deus e ao próximo que nunca deve terminar.


• Além disso, o círculo dá uma ideia de “elo”, de união entre Deus e as pessoas, como uma grande “Aliança”.

As ramas verdes


• Verde é a cor da esperança e da vida. 

• Deus quer que esperemos a Sua Graça, o seu perdão misericordioso e a glória da vida eterna no final de nossa vida. 

• Bênçãos que nos foram derramadas pelo Senhor Jesus, na Sua primeira vinda entre nós, e que agora, com esperança renovada, aguardamos a Sua consumação, na Sua segunda e definitiva volta.




As quatro velas


• As quatro velas da coroa simbolizam, cada uma delas, uma das quatro semanas do Advento. 



• No inicio, vemos a nossa coroa sem luz e sem brilho. 



• Recorda-nos a experiência de escuridão do pecado. 



• A medida em que se vai aproximando o Natal, vamos ao passo das semanas do Advento, acendendo uma a uma as quatro velas representando assim a chegada, no meio de nós, do Senhor Jesus, luz do mundo. 



1. Vela Vermelha: Lembra Isaías, profeta que anunciou 1000 anos antes da vinda do Salvador.



2. Vela Azul: Lembra João Baptista, que anuncia que está próximo o Salvador, orai e preparai os caminhos.



3. Vela Cor de Rosa: Lembra Maria, filha de Israel, que deu o seu Sim e dele nasceu o Salvador. 



4. Vela Amarela: O símbolo do ouro e da realeza, que vem na sua plenitude para o seu povo e quer morar entre o povo que O ama.

Retirado de http://iluminareaquecer5.blogspot.pt

Nenhum comentário:

Clica na imagem

Clica na imagem
Fotos do Mundo

Testa a tua memória

Faz o teu presépio

Faz a tua árvore

Jogo Poluição das Águas

Jogo Eco-Cidade

Jogo Gesto Inteligente Transportes

Joga connosco e aprende!

Jogo interativo em Espanhol

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Jogo "Ser Pessoa"

Os perigos do tabaco

Os perigos do tabaco
Clica, joga e aprende...

Religiões do mundo

Religiões do mundo
Jogo - Para saber mais