quarta-feira, 30 de outubro de 2013

A família segundo o Papa Francisco


Milhares de famílias reuniram-se com o Papa Francisco. Foi uma peregrinação relativa ao Ano da Fé, na qual o Papa Francisco mostrou o seu conceito de família cristã, a qual pode ser um fermento para toda a sociedade.

Apresentam-se dez reflexões tiradas dos encontros do Papa com as famílias cristãs.

1. O que mais pesa é a falta de amor
"Aquilo que pesa mais do que tudo isso é a falta de amor. Pesa não receber um sorriso, não ser bom. Pesam certos silêncios, às vezes mesmo em família, entre marido e esposa, entre pais e filhos, entre irmãos. Sem amor, a fadiga torna-se mais pesada, intolerável. Penso nos idosos sozinhos, nas famílias em dificuldade porque sem ajuda para sustentarem quem em casa precisa de especiais atenções e cuidados. 'Vinde a Mim todos os que estais cansados e oprimidos', diz Jesus.”

2. Os perigos da família
“Os esposos cristãos não são ingênuos, conhecem os problemas e os perigos da vida. Mas não têm medo de assumir a própria responsabilidade, diante de Deus e da sociedade. Sem fugir nem isolar-se, sem renunciar à missão de formar uma família e trazer ao mundo filhos.”

3. A graça do sacramento do Matrimónio 
"Os sacramentos não servem para decorar a vida – mas que lindo matrimónio, que linda cerimónia, que linda festa!... 
Mas aquilo não é o sacramento, aquela não é a graça do sacramento. Aquela é uma decoração! E a graça não é para decorar a vida, é para nos fazer fortes na vida, para nos fazer corajosos, para podermos seguir em frente! Sem nos isolarmos, sempre juntos."

4. A necessidade familiar dos cristãos
"Os cristãos casam-se sacramentalmente, porque estão cientes de precisarem do sacramento! Precisam dele para viver unidos entre si e cumprir a missão de pais. 'Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença'. Assim dizem os esposos no sacramento."

5. A família é para a vida toda
“Uma longa viagem, que não é feita de pedaços, dura a vida inteira! E precisam da ajuda de Jesus, para caminharem juntos com confiança, acolherem-se um ao outro cada dia e perdoarem-se cada dia. E isto é importante! Nas famílias, saber-se perdoar, porque todos nós temos defeitos, todos! Por vezes fazemos coisas que não são boas e fazemos mal aos outros. Tenhamos a coragem de pedir desculpa, quando erramos em família.”


6. Com licença, obrigado, desculpa
"Para levar adiante uma família, é necessário usar três palavras. Três palavras: com licença, obrigado, desculpa. Três palavras-chave!"

7. A família que ora
"Todas as famílias, todos nós precisamos de Deus: todos, todos! Há necessidade da sua ajuda, da sua força, da sua bênção, da sua misericórdia, do seu perdão. E é preciso simplicidade: para rezar em família, é necessária simplicidade! Rezar juntos o 'Pai Nosso', ao redor da mesa, não é algo extraordinário: é fácil. E rezar juntos o Terço, em família, é muito belo; dá tanta força! E também rezar um pelo outro: o marido pela esposa; a esposa pelo marido; os dois pelos filhos; os filhos pelos pais, pelos avós... Rezar um pelo outro. Isto é rezar em família, e isto fortalece a família: a oração."

8. A família conserva a fé
"As famílias cristãs são famílias missionárias. Ontem escutamos, aqui na praça, o testemunho de famílias missionárias. Elas são missionárias também na vida quotidiana, fazendo as coisas de todos os dias, colocando em tudo o sal e o fermento da fé! Guardai a fé em família e colocai o sal e o fermento da fé nas coisas de todos os dias."

9. A alegria da família
“A alegria verdadeira vem da harmonia profunda entre as pessoas, que todos sentem no coração, e que nos faz sentir a beleza de estarmos juntos, de nos apoiarmos uns aos outros no caminho da vida.”

10. Deus e a harmonia em meio às diferenças
"Ter paciência entre nós. Amor paciente. Só Deus sabe criar a harmonia a partir das diferenças. Se falta o amor de Deus, a família também perde a harmonia, prevalecem os individualismos, se apaga a alegria. Pelo contrário, a família que vive a alegria da fé, comunica-a espontaneamente, é sal da terra e luz do mundo, é fermento para toda a sociedade.
in http://www.aleteia.org/pt/estilo-de-vida/artigo/a-familia-segundo-o-papa-francisco-9194001//
Retirado do Blog Pensar a Família, 30-10-13

70 mil raparigas morrem todos os anos com problemas relacionados com a gravidez

Relatório das Nações Unidas apela a mudança de mentalidades e alerta que todos os anos ainda há 7,3 milhões de crianças a nascerem de mães menores de idade.
Muitas das raparigas estão em idade escolar e acabam por abandonar os estudos.

Cerca de 70 mil raparigas com idades entre os dez e os 19 anos morrem todos os anos por complicações durante a gravidez e o parto, indica um relatório das Nações Unidas que apela a uma mudança de políticas e mentalidades.

O relatório, do Fundo de População das Nações Unidas, divulgado na terça-feira, revela que, nos países em desenvolvimento, cerca de 7,3 milhões de raparigas menores de idade dão à luz todos os anos, a maioria das quais na África subsaariana e no sul da Ásia, com uma em cada dez raparigas do Bangladesh, Chade, Guiné, Mali, Moçambique e Níger a revelarem terem um filho antes dos 15 anos.

O fundo alerta que este é um “enorme problema global” que exige atenção e defende que os governos e grupos civis devem perceber que as raparigas em causa não são as únicas responsáveis, lembrando o papel da pobreza, da baixa escolaridade, da falta de aconselhamento sobre métodos contraceptivos, da prática do casamento infantil e da violência sexual.

“Muitas vezes a sociedade culpa apenas a rapariga por engravidar”, afirmou o membro do fundo Babatunde Osotimehin, durante a apresentação em Londres do relatório “Maternidade na Infância”. E acrescentou que, na realidade, “a gravidez na adolescência não é o resultado de uma escolha deliberada, mas de uma falta de escolhas e fruto de circunstâncias que fogem ao controlo da rapariga”.

O responsável defendeu ainda ser necessário reflectir e exigir “alterações nas políticas e normas familiares e de governos que muitas vezes não deixam outra alternativa que não seja seguir o caminho de uma gravidez precoce”.

De acordo com vários inquéritos, 19% das mulheres entre os 20 e os 24 anos dos países em desenvolvimento tiveram o seu primeiro filho antes dos 18 anos, o que equivale a 36,4 milhões de mulheres, segundo dados de 2010.

Destas, cerca de 17,4 milhões são oriundas do sul da Ásia, 10,1 milhões da África subsaariana e 4,5 milhões na América Latina e Caraíbas, revela o fundo das Nações Unidas.

Segundo o estudo, estas raparigas correm maiores riscos de morte materna ou de fístula obstétrica. Muitas das menores ficam incontinentes e enfrentam um futuro difícil ao serem pressionadas a abandonar precocemente a escola.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Amar e ser amado - vídeo




sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Peditório da AMI: outubro 2013


Dezenas de voluntários da AMI, espalhados por todo o país, levam a efeito, nos dias 24, 25, 26 e 27, mais um peditório nacional angariando fundos que se destinam a apoiar a ação social e os projetos de ajuda humanitária levados a cabo pela AMI.

Para que os voluntários possam agir na ajuda aos que tanto necessitam, a AMI lança este apelo à participação da população nestes peditórios.

O Peditório nacional de rua tem um objetivo duplo: por um lado, recolher fundos para as missões internacionais bem como para o projeto de acção social desenvolvido em Portugal; por outro, contactar com as pessoas para perceber qual a percepção que o cidadão comum tem da AMI e da Acção Humanitária e se possível sensibilizá-lo para uma intervenção mais direca e pessoal numa causa.

Uma vez mais os alunos de Educação Moral e Religiosa Católica do Agrupamento associaram-se a esta iniciativa e estão a colaborar em mais um peditório nacional. 

COLABORA! AJUDA A AJUDAR!

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Instituições alertam que há cada vez mais pessoas em pobreza extrema

Cáritas considera que a erradicação da pobreza extrema até 2015 é "uma miragem". 

AMI diz que há pessoas da classe média alta a pedirem ajuda.


“Temos cada vez mais pessoas a cair na pobreza extrema, na pobreza mais severa. Não só há mais gente pobre, como mais gente muito, muito pobre”, lamenta Eugénio Fonseca, nesta quinta-feira em que se assinala o Dia Internacional da Erradicação da Pobreza.

Objetivo longe de ser atingido
Quase metade da população portuguesa estava em risco de pobreza em 2011, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, que mostram que, mesmo depois das transferências sociais, quase 1,8 milhões de pessoas continuavam em risco.
O objetivo traçado até 2015 é reduzir para metade o número de pobres no mundo, mas, tendo em conta a crise financeira global, “estamos longe de poder atingir esse objectivo e, possivelmente, a situação de pobreza irá ainda agravar-se”, diz à Lusa Fernando Nobre.
No entanto, salienta, “há zonas do mundo em que esse objetivo está em vias de ser atingido”, nomeadamente na América Latina e na Ásia Meridional. Por exemplo, na Índia, onde a AMI trabalha há mais de 20 anos, já não se veem situações de miséria com a dimensão de há uns anos. Já na África Subsaariana, “a situação, em vez de estar a melhorar, está a agravar-se”, lamenta.
Dados divulgados pela Cáritas referem que cerca de 1,2 mil milhões de pessoas (20% da população mundial) “vivem penosamente muito abaixo do limiar mínimo da pobreza [com menos de um dólar por dia]”.
Os mesmos dados indicam que 850 milhões de pessoas passam fome e 30 mil morrem todos os dias de causas diretamente relacionadas com a pobreza.

Campanha: "Vamos ajudar a salvar uma vida"


Mês de outubro

Mais informações: professora Luísa
-----------------------------------------------------------------

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Planeamento familiar

Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza

17 de Outubro
A pobreza, em Portugal, é um problema social grave e o seu não reconhecimento tem-se revelado, ultimamente, um dos maiores entraves à sua erradicação.

FACTOS REAIS:

1 em cada 5 portugueses vive no limiar da pobreza (21% da população total)

12.4% da população activa (5531.6) ganha o salário mínimo nacional

7,2 % da população activa está desempregada

em 2003, mais de 5000 trabalhadores tiveram o seu trabalho reduzido ou suspenso

26,3% dos reformados recebe menos de 200€/mês de reforma

147 332 recebem o Rendimento Social de Inclusão (151,84€)

79,4% da população activa não terminou o ensino secundário

45,5% da população, em idade escolar, abandona de forma precoce a escola

Taxa de Analfabetismo, em 2001, era 9,0% da população

300 mil famílias (8% da população) viviam, em 2001, em habitações sem condições mínimas

Em relação aos dados de 1999 e 2000, há um agravamento de 20 a 25% da situação de pessoas sem-abrigo

A taxa de Analfabetismo, em 2001, era de 11,5% para as mulheres e de 6,3% para os homens

Os homens ganham mais 9% do que as mulheres

A taxa de Desemprego, em 2002, era de 55,2% para o género feminino

Em 2004, 240 730 mil eram famílias monoparentais femininas, num universo total de 275 826 mil

Em 2003, 69% da população dos beneficiários do Rendimento Social de Inserção, seram mulheres...

Por outro lado,

As 100 maiores fortunas portuguesas representam 17% do Produto Interno Bruto Nacional – 22.4 mil milhões de euros

O país tem a pior distribuição de riqueza no seio da União Europeia com os 20% mais ricos a controlar 45.9 por cento da rendimento nacional

10 800 pessoas têm rendimentos de cerca de 816 mil euros anuais

Em 2001, a Segurança Social gastou com cada português apenas 56,9% do que habitualmente gastam os outros países da União Europeia

Vê quais são alguns dos países e percentagens das populações locais que vivem em pobreza extrema:

Ler mais: aqui

sábado, 12 de outubro de 2013

A retribuição, após dar uma moeda

Esta menina não poderia imaginar o que um simples gesto seu poderia gerar. Ela doou uma moeda a um músico que tocava numa praça, em Sabadell. Depois disso, o que acontece é emocionante!

Publicado em 23/07/2012
Best Coin Ever Spent

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Nobel da Paz 2013

O prémio Nobel da Paz de 2013 foi hoje atribuído à Organização para a Proibição de Armas Químicas. A organização com sede em Haia, ficou recentemente em destaque depois de ter sido encarregada pelo Conselho de Segurança da ONU de destruir o arsenal químico da Síria.

Pouco conhecida do grande público, a OPAQ foi fundada em 1997 para colocar em prática a Convenção Internacional para a Proibição de Armas Químicas, assinada a 13 de janeiro de 1993.

O trabalho da organização ganhou destaque recentemente, depois de a mesma ter sido encarregada por uma resolução do Conselho de Segurança de supervisionar o desmantelamento do importante arsenal químico da Síria. Uma tarefa que deverá estar completada a 30 de junho do próximo ano. 
in RTP, 11 Out, 2013

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Nobel da Literatura 2013

A escritora canadiana Alice Munro afirmou-se hoje "tremendamente surpreendida" e contente ao saber que tinha ganhado o prémio Nobel da Literatura, notícia que lhe chegou "a meio da noite".
"Sabia que era uma das candidatas, mas nunca pensei que fosse ganhar", afirmou Alice Munro aos jornalistas em Victoria, acrescentando que é "maravilhoso" receber o mais prestigiado prémio literário.
A escritora disse à televisão canadiana CBC que a filha a tinha acordado para lhe dar a notícia sobre a decisão do Comité Nobel.
Afirmou ainda que sempre encarou a hipótese de receber o Nobel como "um daqueles sonhos irreais" que "era possível mas provavelmente não se realizaria".
Alice Munro indicou que no Canadá ainda se estava "a meio da noite" quando recebeu a notícia e já se tinha esquecido de que estava na corrida para o Nobel.
Aos 83 anos, torna-se assim a 13.ª mulher a ganhar o Nobel da Literatura desde que o prémio foi instituído, em 1901. É também a primeira vez que o prémio vai para um canadiano.
Na biografia que divulga da escritora, a academia sueca aplaude os contos de Munro, que focam "a fragilidade da condição humana", e elogia a "narrativa afinada" da escritora, "que se caracteriza pela clareza e pelo realismo psicológico".
Nos últimos dez anos, o Nobel da Literatura distinguiu nomes como o chinês Mo Yan (2012), o sueco Tomas Tranströmer (2011), o peruano Mario Vargas Llosa (2010), a alemã de origem romena Herta Müller (2009), o francês Jean-Marie Gustave Le Clézio (2008), a britânica Doris Lessing (2007), o turco Orhan Pamuk (2006), o britânico Harold Pinter (2005), a austríaca Elfriede Jelinek (2004) e o sul-africano J.M. Coetzee (2003).
Munro vai receber oito milhões de coroas suecas (915.000 euros) numa cerimónia a 10 de Dezembro, data do aniversário do fundador dos prémios, Alfred Nobel, nascido em 1896.
Lusa/SOL

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Ajudar o próximo - Reflexão

Uma empresa de telecomunicações da Tailândia decidiu criar este anúncio que acaba por ser na verdade uma história incrível. 
Esta publicidade passa várias mensagens, mas a mais forte é, sem dúvida, que se respeitarmos tudo e todos, se estivermos disponíveis para ajudar o próximo, mais tarde ou mais cedo, somos recompensados, mesmo sem estarmos à espera!

Nobel da Química 2013

O Prémio Nobel da Química de 2013 foi para Martin Karplus (Universidade de Estrasburgo, França, e Universidade de Harvard, EUA), Michael Levitt (Universidade de Stanford, EUA) e Arieh Warshel (Universidade da Califórnia do Sul, EUA), “pelo desenvolvimento de modelos multiescala para sistemas químicos complexos", anunciou ontem em Estocolmo a Real Academia Sueca das Ciências.

Martin Karplus, austríaco e norte-americano, nasceu em 1930 e é bioquímico; Michael Levitt, britânico e norte-americano, é biofísico e nasceu na África do Sul em 1947; Arieh Warshel, israelita e norte-americano, é químico e bioquímico e nasceu em 1940.

Hoje em dia, a simulação das mais complexas reacções químicas no computador é prática corrente. Mas isso não foi sempre assim. De facto, os três laureados “construíram as bases dos potentes programas [informáticos] que são [hoje] utilizados para perceber e prever os processos químicos”, salienta a mesma entidade em comunicado. Como, por exemplo, a acção de um potencial medicamento sobre o seu alvo no corpo, que permite hoje desenhar moléculas com propriedades terapêuticas antes de as testar experimentalmente.

No passado, os químicos construíam modelos das moléculas que estudavam com bolas a representar os átomos e arames para as ligações entre átomos (basta lembrar-se do famoso modelo tridimensional da molécula de ADN, construída nos anos 1950, à maneira de um “mecano”, por Francis Crick e James Watson no seu laboratório de Cambridge…).  E quando se tratava de simular moléculas no computador, os software disponíveis faziam-no conforme as leis da física clássica ou as da física quântica (a física do mundo dos átomos) - mas não as de ambas ao mesmo tempo, explica ainda a academia sueca.

Por um lado, os programas informáticos clássicos permitiam calcular e processar grandes moléculas químicas, mas só as mostravam no seu estado de “repouso”, o que excluía à partida a simulação de reacções químicas, que são fenómenos dinâmicos que demoram uma fracção de milissegundo e onde a configuração das moléculas se altera radicalmente. Já quando se tratava de simular reacções químicas, era a física quântica a entrar em cena – mas aí, a potência de cálculo necessária era tal que só era possível fazer estas simulações em moléculas pequenas, o que excluía, logo à partida, as grandes moléculas biológicas que são as proteínas. Os trabalhos dos laureados deste ano permitiram aproveitar “o melhor de dois mundos”, com “Newton e a sua maçã a colaborarem com Schrödinger e o seu gato”, lê-se ainda no comunicado da academia.

Em 1970, Warshel desembarcou no laboratório de Karplus, vindo do Instituto Weizmann em Israel. No potente computador do seu instituto de origem, Warshel, juntamente com Levitt, tinha criado um programa capaz de simular moléculas – qualquer molécula, ate às maiores – conforme as leis da física clássica. Por seu lado, Karplus e a sua equipa eram especialistas do desenvolvimento de software capaz de simular reacções químicas com base na física quântica.

Karplus e Warshel desenharam então um novo tipo de programa, no qual a física quântica era utilizada quando se tratava de simular o comportamento de certas porções das moléculas, enquanto a física clássica tomava conta do resto. Para dar um exemplo actual, nas simulações da forma como um novo medicamento se liga à sua proteína-alvo no nosso organismo, o computador executaria cálculos quânticos apenas nos átomos da proteína-alvo que interagem directamente com o medicamento, fornecendo a resolução máxima nessa localização.

Dois anos mais tarde, Warshel e Levitt juntaram-se novamente. Levitt interessava-se pelas moléculas biológicas – sobretudo pelas enzimas, essenciais à química dos organismos vivos – e os dois cientistas decidiram simular reacções enzimáticas. Em 1976, publicaram o primeiro modelo por computador deste tipo de reacção química. “O seu programa era revolucionário porque podia ser utilizado com qualquer tipo de molécula. O tamanho deixava de ser um obstáculo”, escreve a academia.

"A força dos métodos desenvolvidos por Martin Karplus, Michael Levitt e Arieh Warshel reside no seu carácter universal. Podem ser usados para estudar todo o tipo de química, das moléculas da vida aos processos químicos industriais." Um dos sonhos assumidos de Levitt é simular a totalidade de um organismo vivo ao nível molecular. E segundo a academia, "só o futuro pode decidir" se as poderosas ferramentas desenvolvidas pelos laureados irão um dia permitir concretizar esse sonho.
in Público

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Nobel da Física 2013

O Prémio Nobel de Física de 2013 foi atribuído, nesta terça-feira, ao britânico Peter Higgs e ao belga François Englert pelos seus trabalhos sobre o bóson de Higgs, partícula elementar que explica a origem da massa. 
Os dois cientistas, de 84 e 80 anos de idade, respectivamente,  foram premiados pelos seus trabalhos sobre a "descoberta teórica de um mecanismo que contribui para a nossa compreensão da origem da massa das partículas subatómicas, que foi confirmado recentemente", destacou o Comité Nobel num comunicado.
 
Também conhecido como a "partícula de Deus", o bóson de Higgs é uma partícula subatómica na origem da massa de outras partículas, que teve a existência formulada teoricamente em 1964. 
 
Higgs agradeceu o prémio num comunicado divulgado pela Universidade de Edimburgo, onde é professor de Física Teórica. "Espero que este reconhecimento da ciência fundamental ajude a aumentar a consciência sobre a importância da pesquisa imaginativa", completou, ao agradecer a Real Academia de Ciências.

Valores Humanos

Os números da população, por continentes, em 2013 e 2050 - infografia

A população mundial pode chegar a 9700 milhões de habitantes em 2050. 

Esta é a previsão mais recente sobre a evolução demográfica mundial, divulgada em setembro por um centro de investigação francês, o Instituto Nacional de Estatísticas Demográficas (INED). 

O crescimento da população mundial tem sido revisto em alta, em função de dados que apontam para uma maior fertilidade em vários países, sobretudo africanos. 

Comparemos os diferentes continentes.

--> População em 2013:

--> População em 2050:


08/10/2013 

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Nobel da Medicina 2013

James Rothman, Randy Schekman e Thomas Südhof foram premiados pelas descobertas sobre o sistema de transporte das células. As células funcionam como fábricas que produzem e exportam moléculas. Os cientistas têm estudado o mecanismo que permite que as moléculas sejam transportadas, no momento exato e para o local certo dentro da célula. O comité Nobel sublinhou que as descobertas ajudaram a uma melhor compreensão de várias doenças, como a diabetes e certos distúrbios neurológicos e imunológicos.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

O Dia Mundial do Animal celebra-se anualmente a 04 de Outubro.


A data foi escolhida em 1931, durante uma convenção de ecologistas, em Florença, atendendo ao facto do dia 4 de Outubro ser o dia de São Francisco de Assis, o patrono dos animais.


O Dia Mundial do Animal é celebrado em várias países, através de várias eventos e iniciativas.
Os principais objetivos da celebração do Dia Mundial do Animal são:
  • Sensibilizar a população para a necessidade de proteger os animais e a preservação de todas as espécies;
  • Mostrar a importância dos animais na vida das pessoas;
  • Celebrar a vida animal em todas as suas vertentes.
Nesta data, convém relembrar as espécies em vias de extinção e as razões desta situação. A imagem é do Correio da Manhã.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Pares amorosos da História, da Literatura, da Mitologia, do Cinema

Exercício de associação de pares amorosos.

Une os pares e, no final, verifica a tua pontuação.

O sinal :-) indica que o par está correto.

Paulo
Narciso
Teseu
Simão
Monstro
Mickey
Pedro
Páris
Orpheu
Cupido
Júlio César
Tristão
Pigmaleão
Gato Malhado
Vagabundo
Shrek
Dante
Romeu
Édipo
Napoleão
Ulisses
Petrarca

Se tiveres dificuldades, clica em:

Pares amorosos célebres da História - 2

- Aos algozes que a mataram
Eu nunca perdoei;
Arranquei seus corações
E por vingança os trinquei.
Quem sou eu?

Em Coimbra me mataram,
Pelo muito que te amei.
Meu sangue nunca apagaram,
Foi a prova que eu deixei.
Quem sou eu?
- Os deuses eu encantei
Para rever a minha amada.
Precipitei-me e olhei,
Faltando à palavra dada.
Quem sou eu?

Da primeira vez que morri
Pela serpente mordida.
Da segunda por palavra
Que deixou de ser cumprida.
Quem sou eu?

Minha vida é uma Odisseia
Nunca me esqueci de amar.
A pontaria certeira
Trouxe-me de volta ao lar.
Quem sou eu?

"Desfazer" foi a esperteza
Para o meu tempo passar
Pois sempre tive a certeza
Que ele havia de voltar.
Quem sou eu?
- Eu amei-a toda a vida
E nunca tomei aviso
Para poder voltar a vê-la
Fui até ao Paraíso.
Quem sou eu?

Conheci-o numa festa
Tinha nove anos e pouco
Para me voltar a ver,
Viajou como um louco.
Quem sou eu?

- Fui cavaleiro e herói
Por amor de minha dama.
Meu coração muito dói,
Pois não sei quanto me ama.
Quem sou eu?

Por mim se fez um herói,
Como um cavaleiro andante.
Só no amor que me tinha,
Havia algo de gigente.
Quem sou eu?
- Uma Fada me fadou
Mas, oh rainha, por ti
Eu traí o meu amigo
E, então, tudo perdi!
Quem sou eu?

Meu Cavaleiro do Lago
De tanto que tu me amaste
Perdeste a estima real
E o teu destino negaste.
Quem sou eu?
- Dos amores o mais famoso,
Certamente foi o meu.
Eu amei a Julieta
E o meu nome é .

Por amor fingi-me morta,
Esperando, ao acordar
Ver o fim dos meus tormentos
E o meu amor encontrar.
Quem sou eu?

Clica na imagem

Clica na imagem
Fotos do Mundo

Testa a tua memória

Faz o teu presépio

Faz a tua árvore

Jogo Poluição das Águas

Jogo Eco-Cidade

Jogo Gesto Inteligente Transportes

Joga connosco e aprende!

Jogo interativo em Espanhol

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Jogo "Ser Pessoa"

Os perigos do tabaco

Os perigos do tabaco
Clica, joga e aprende...

Religiões do mundo

Religiões do mundo
Jogo - Para saber mais