quinta-feira, 28 de junho de 2012

Selecção Nacional: Obrigado, Portugueses!

Do TP9105 diretamente para todos vós! :)

 in TAP PORTUGAL.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

O que o Facebook sabe da sua vida amorosa?

Muita da vida social de 900 milhões de utilizadores do Facebook passa atualmente pela rede social, sendo o local preferido para anunciar que vão de férias ou em viagem de trabalho, os seus pensamentos sobre os jogos de futebol e também relacionamentos amorosos. O simples facto de mudar o estado para "numa relação" ou "solteiro/a" gera normalmente um número avultado de comentários de amigos e é um sinal de que é oficial. 

Mais de metade dos utilizadores da rede social declara que tipo de relação amorosa mantém - mesmo escolhendo "é complicado" em vez de opções mais tradicionais. As mulheres (53%) são mais "declarativas" do que os homens (47%), mas as diferenças não são muito significativas. 

Mas embora não tenham muito receio de expor a sua vida online, declara-se mais rapidamente o fim de uma relação do que um novo caso amoroso. 53% admitem colocar imediatamente online que terminaram o namoro, mas 24% afirmam só mudar o estado depois do "outro/a" o fazer... 

O site WorldWideLearn decidiu juntar toda a informação disponível de estudos sobre a evolução de relacionamentos no Facebook e produziu uma infografia que ilustra as tendências. 


Segundo os dados, há alguns dias do ano onde é mais provável anunciar novas relações, ou separações. Os dias 14 e 15 de fevereiro, dia dos namorados e a "ressaca", 24 e 25 de dezembro, véspera e dia de Natal, registam mais novos relacionamentos do que separações. Mas o início da primavera e o verão estão no top dos picos de fim de namoro. 





E o Facebook também sabe os dias em que mais separações acontecem... normalmente ao fim de semana. 






Na lista de "segredos" está também o top de músicas que os utilizadores do Facebook mais ouvem quando estão numa relação feliz, ou quando a depressão ataca depois da separação. 




Investigadores da Universidade do Wisconsin admitem também que as fotos de perfil e a presença ou ausência de uma relação declarada no Facebook podem influenciar o nível de harmonia na relação. Os homens que declaram estar numa relação estão mais satisfeitos, tal como as mulheres cujas fotografias de perfil incluem os companheiros. 



A infografia completa pode ser vista aqui, sendo também listadas as fontes utilizadas para este trabalho.
Publicado por Casa dos Bitsin TeK > Multimédia

Que dizer? Fica  a notícia para reflexão...

A menina que calou o mundo já é adulta


Em 1992, Severn Cullis-Suzuki tinha apenas 12 anos, mas calou uma sala cheia de políticos com um discurso sobre o ambiente, na conferência da ONU Rio-92. Vinte anos depois regressa ao Brasil para o Rio+20.

"Vocês, os adultos, têm de mudar o vosso modo de agir." Foi assim, sem rodeios, que uma jovem de 12 anos silenciou uma sala cheia de políticos, em 1992, na Rio-92, conferência da ONU sobre o desenvolvimento sustentável, que decorreu no Rio de Janeiro.
A canadiana Severn Cullis-Suzuki ainda era uma adolescente quando criou o grupo ambientalista ECO (Environmental Children's Organization - Organização das Crianças pelo Meio Ambiente) e decidiu viajar até ao Rio de Janeiro, para mostrar aos líderes mundiais que estavam a negligenciar o planeta.
Em seis minutos, com um discurso intenso - mas pragmático - em defesa do ambiente, a jovem arrancou aplausos em todo o mundo e até ouviu Al Gore dizer que o seu discurso tinha sido o melhor da conferência.
"Queria fazê-los pensar sobre as suas próprias crianças"

Vinte anos depois, aos 32 anos, Severn Cullis-Suzuki vai regressar ao Rio de Janeiro, para o Rio+20, como ativista ambiental, acompanhando o grupo "We Canada". Mãe de dois filhos, Severn confessa que não está "muito otimista", mas diz que continua a lutar pelas "gerações futuras",
"Fazer o discurso foi um momento muito poderoso. Lembro-me que me senti muito confiante. Entendia muito bem o motivo de estar ali e o que tinha que fazer. Eu também estava indignada. Queria certificar-me de que agiria como consciência para os líderes. Queria fazê-los pensar sobre as suas próprias crianças", recordou, em entrevista à "Veja".
"Fiz muitas coisas em 20 anos. Mas aquele foi o momento mais famoso e certamente mudou a minha vida. Acho fascinante. As pessoas responderam de maneira tão forte àquele discurso porque a imagem, a ideia e a realidade de uma criança falando a verdade ao poder é uma mensagem que faz as pessoas pensarem sobre suas próprias crianças, sobre as gerações futuras, pelas quais somos responsáveis", explicou.
O vídeo com o discurso de 1992 foi visto online por mais de 18 milhões de pessoas, mas Severn Cullis-Suzuki duvidou da sua eficiência. "É difícil avaliar a influência que tive na consciência das pessoas. Hoje, 20 anos depois, diria que não conseguimos transformar o mundo num local mais sustentável".
A ativista também se mostrou muito desiludida com o seu país de origem, o Canadá, pelo abandono do protocolo de Kyoto e admitiu que, por todo o mundo, se avançou muito pouco na proteção ao meio ambiente nos últimos anos.
"Precisamos de uma mudança de paradigma para que o planeta tenha hipótese de sobreviver. Não sei qual será o legado da conferência [Rio+20]. Vamos descobrir no final."

Vê o vídeo com o discurso de Severn Cullis-Suzuki, em 1992:

Ler mais:
 http://expresso.sapo.pt/a-menina-que-calou-o-mundo-ja-e-adulta=f733964#ixzz1yL6KMeW7

sábado, 16 de junho de 2012

Faleceu D. Albino Cleto

O antigo bispo de Coimbra D. Albino Cleto morreu hoje nos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), disse à agência Lusa um amigo do prelado. O padre António Jesus Ramos, director do jornal da Diocese, Correio de Coimbra, afirmou que D. Albino Mamede Cleto, de 77 anos, «ainda entrou pelo próprio pé» na urgência dos HUC, onde faleceu durante a última noite.
«Ele já se encontrava um pouco doente, desde que regressou recentemente dos Estados Unidos», onde esteve algum tempo, acrescentou Jesus Ramos.
Natural de Manteigas, Albino Cleto foi bispo auxiliar de Lisboa, de onde transitou, nos anos 90, para Coimbra, onde começou por exercer funções de bispo coadjutor, sucedendo depois a D. João Alves no cargo principal da hierarquia da Igreja Católica na Diocese local.
Há cerca de um ano, D. Albino Cleto terminou o mandato episcopal, sendo substituído por D. Virgílio Antunes.
A título pessoal, Guilherme d' Oliveira Martins, presidente do Tribunal de Contas, referiu, numa nota enviada à agência Lusa, que « a morte inesperada de D. Albino Mamede Cleto é uma perda significativa para a Igreja portuguesa».
«A sua experiência e o seu exemplo são assinaláveis e merecem a nossa sentida homenagem. Era um homem de serviço, de horizontes abertos e fiel ao espírito do Concílio Vaticano II. No exercício de funções episcopais teve um papal assinalável. A sua inteligência, humanismo e cultura ficam na memória de todos. Recordo-o desde os anos sessenta aqui em Lisboa, e há dias tive dele a disponibilidade para partilhar no Centro de Reflexão Cristã a sua reflexão e a sua experiência».
Guilherme d'Oliveira Martins recorda que conheceu D. Albino Mamede Cleto nos anos 60/70 quando este era pároco e no âmbito do Centro Nacional de Cultura e do Centro de Reflexão Cristã, em que colaborou no âmbito das actividades culturais.
Lusa/SOL
O Bispo emérito de Coimbra, D. Albino Cleto, morreu esta sexta-feira. Natural de Manteigas, no distrito da Guarda, D. Albino tinha 77 anos.
Foi bispo de Coimbra durante uma década entre 2001 e o ano passado, foi também secretário e porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa e presidente de várias como Comissões Episcopais. Actualmente fazia parte da Comissão Episcopal para a Liturgia e a Espiritualidade.
D. Albino Cleto morreu ontem nos hospitais da Universidade de Coimbra. O corpo vai estar amanhã em câmara ardente na sé Nova de Coimbra. O funeral realiza-se segunda-feira. O início das exéquias está marcado para as 11 horas. O funeral segue depois para Manteigas, terra-natal do bispo emérito.


Ouvido pela Renascença, D. Virgílio Antunes, actual Bispo de Coimbra, diz que D. Albino Cleto "foi um homem muito marcante sobretudo pela sua capacidade de encontro, de diálogo, de convívio com as pessoas, pela sua amizade, pela sua proximidade, pela sua simplicidade".

"Deixou marcas muito profundas tanto no Clero como na generalidade do povo de Deus. Foi um homem incansável no trabalho, não se preocupava tanto com a sua pessoa, mas acima de tudo punha o zelo pelo trabalho na diocese e pela proximidade com as pessoas", disse.


Ler aqui uma biografia de D. Albino Cleto.
in RR

sexta-feira, 15 de junho de 2012

terça-feira, 12 de junho de 2012

Um tostão para o Santo António

"Andava um garoto a pedir um tostãozinho para o Santo António. Uns davam, outros não. Até que passou por ele um senhor de sobretudo comprido, até aos pés, e de sandálias, vejam bem. E se estava frio! O garoto, cá de baixo, reparou no desconcerto, não deu importância. E vá de pedir:
— Dê-me um tostãozinho para o Santo António...
O senhor do sobretudo castanho todo esfarrapado debruçou-se para o miúdo e, sorrindo, disse-lhe assim:
— Tanto andas tu a pedir como eu. Hoje ainda não me deram nada.
— A mim já — respondeu o garoto. — Quer ver? E mostrou-lhe, na palma da mão, umas tantas moedas. O mendigo contou-as.
— Davam e sobravam para pagar uma sopa e um pão, ali, na taberna da esquina — observou o mendigo.
— Mas eu não tenho fome — preveniu o garoto. — A minha mãe deu-me de almoçar, ainda agora.
O senhor mendigo suspirou e disse:— Pois a minha mãe já morreu. Deve ser por isso que ainda não comi nada, hoje...
O mocinho olhou para o homem, a certificar-se se seria verdade o que ele dizia. Os olhos tristes do mendigo garantiram-lhe que sim.
Foi a vez de o garoto suspirar:— Este dinheiro era para eu comprar berlindes...
O homem de sandálias admirou-se:— Mas tu, há bocadinho, não pedias para o Santo António?
O garoto riu-se:— É um costume. Quero eu lá saber do Santo António! É tudo para os berlindes.
O mendigo não estranhou a revelação. Percebia-se, a conversa ia ficar por ali.
Despediu-se:— Ainda tenho hoje muito que andar. Adeus e boa colheita.
O rapazinho viu-o descer a ruela, num passo cansado. Então, num impulso, correu atrás dele e puxou pela ponta da corda, que o homem trazia à roda da cintura:
— Tome lá para um pão e para uma sopa. Mas não vá ali àquela casa da esquina, que são uns mal-encarados. Na outra rua abaixo, há mais onde comer.
O homem de sandálias e sobretudo roto, que lhe davam um ar de frade de antigamente, agradeceu as moedas e o conselho e seguiu caminho.O garoto voltou ao seu poiso. E quando, pouco depois, porque estava frio, meteu as mãos nos bolsos, encontrou-os atulhados de berlindes...".

António Torrado, O mercador de coisa nenhuma: Porto, Livraria Civilização Editora, 1994.

A história dos sapinhos...


Era uma vez um grupo de sapinhos...
... que organizaram uma competição.
O objetivo era alcançar o topo de uma torre muito alta.

Uma multidão juntou-se em volta da torre para ver a corrida e animar os competidores...
  
A corrida começou... 

Sinceramente:
Ninguém naquela multidão toda realmente acreditava que sapinhos tão pequenos pudessem chegar ao topo da torre.

Eles diziam coisas como:
"Oh, é difícil DEMAIS!!
Eles NUNCA vão chegar ao topo."
ou:
"Eles não têm nenhuma hipótese de sucesso.
A torre é muito alta!"

Os sapinhos começaram a cair. Um por um...
... Só uns poucos continuaram a subir mais e mais alto...

A multidão continuava a gritar
"É muito difícil!!! Ninguém vai conseguir!"

Outros sapinhos cansaram-se e desistiram...
...Mas UM continuou a subir, e a subir...
Este não desistia!

No final, todos os sapinhos tinham desistido de subir a torre, com excepção do sapinho que, depois de um grande esforço, foi o único a atingir o topo!
Naturalmente, todos os outros sapinhos queriam saber como é que ele conseguiu!!!

         Um dos sapinhos perguntou ao campeão como conseguiu forças para atingir o objectivo.

E o resultado foi...
Que o sapinho campeão era SURDO!


A moral da história é:
Nunca dês ouvidos a pessoas com tendências negativas ou pessimistas...
...porque eles tiram-te os sonhos e os desejos mais maravilhosos. 
Aqueles sonhos que tens no coração!
Lembra-te sempre do poder das palavras, porque tudo o que quiseres ouvir e ler irá afectar as tuas acções!
Assim, 
Sê SEMPRE...
POSITIVO!
E acima de tudo:
Sê SURDO quando as pessoas dizem que TU não podes realizar os TEUS sonhos!
Pensa sempre:
Eu POSSO fazer isto!
Vou conseguir!
Enviado por email pela Mariana

sábado, 9 de junho de 2012

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Menu para reduzir o impacto ambiental


Capitalismo e Ambiente

A Guru ambiental Annie Leonard explica como funciona o sistema linear do capitalismo, e como isso está a prejudicar o nosso planeta.

Feriado "Corpo de Deus"

Esta festa, erradamente chamada de Corpo de Deus, é uma espécie de réplica de Quinta-Feira Santa, quando os cristãos celebram a Última Ceia de Jesus com os seus discípulos e a instituição da Eucaristia. A Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, como diz o seu título correcto, foi instituída em 1269 pelo Papa Urbano IV, mas nascera antes na Bélgica, em 1246. 

Celebrada 60 dias após a Páscoa, sempre à quinta-feira – dia da ceia pascal de Jesus com o grupo que os seguia –, esta festa “constitui uma resposta de fé e de culto a doutrinas heréticas sobre a presença real de Cristo na Eucaristia, ao mesmo tempo que coroou um movimento de devoção ardente ao Santíssimo Sacramento do altar”, explicam Carlos Azevedo e Camões Gouveia no Dicionário de História Religiosa de Portugal (ed. Círculo de Leitores). Em 1318, acrescentam os mesmo autores, já o Papa João XXII lhe acrescentava a procissão solene, que a caracteriza por levar em triunfo o “Santíssimo Sacramento”, ou seja, a hóstia consagrada.

Portugal foi rápido a acolher a festa, pouco depois da sua criação belga. Em 1294, já há notícia da festa de Corpus Christi no Porto e também em Coimbra ainda no final do século XIII. Mesmo assim, no início a celebração teve pouca repercussão. Mas, a partir dos séculos XVI e XVII, a festa assume-se também como resposta católica à Reforma protestante, acentuando a convicção católica da presença real de Cristo na hóstia consagrada. 

O Corpus Christi acabou por tornar-se uma das mais fortes tradições católicas, com procissões de rua. Ainda hoje, a procissão do Corpo de Deus tem grande visibilidade em muitas localidades. As procissões davam também lugar a representações teatrais e jogos de danças populares, que a dada altura a hierarquia proibiu ou controlou, pois davam lugar também a abusos. Há dois anos, o grupo Teatro do Ourives encenou em Lisboa uma peça de Calderón de La Barca, Os Mistérios da Missa, que era representada na rua, precisamente por ocasião do Corpus Christi. 

in Público, 07.06.2012 - 07:57 Por António Marujo

terça-feira, 5 de junho de 2012

Dia Mundial do Ambiente


Agência Portuguesa do Ambiente - Site oficial da Agência Portuguesa do Ambiente tutelada pelo Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional. Destacam-se as numerosas políticas de ambientais levadas a cabo pelo governo.
Quercus - Site da Quercus, associação ambientalista, onde pode ser encontrada variadíssima informação sobre o ambiente e a proteção ambiental.
Geota - Site da Geota, associação ambientalista, onde pode ser encontrada variadíssima informação sobre o ambiente e a proteção ambiental.
Greenpeace - Site da Greenpeace, a maior associação ambientalista mundial, onde pode ser encontrada variadíssima informação sobre o ambiente e a proteção ambiental e sobre as atividades desta associação. Contém uma secção em português.
in notapositiva.sapo

Clica na imagem

Clica na imagem
Fotos do Mundo

Testa a tua memória

Faz o teu presépio

Faz a tua árvore

Jogo Poluição das Águas

Jogo Eco-Cidade

Jogo Gesto Inteligente Transportes

Joga connosco e aprende!

Jogo interativo em Espanhol

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Jogo "Ser Pessoa"

Os perigos do tabaco

Os perigos do tabaco
Clica, joga e aprende...

Religiões do mundo

Religiões do mundo
Jogo - Para saber mais